24 horas
Chamada de Emergência - 0800 600 0093
publicacoes/1f9fc22a1f0e370e1edbbab91c4d9759.jpg

Crianças com deficiência intetectual assistidas pela APAE Salvador participam de campanha do Maio Amarelo

Fonte : Comunicação Monte Rodovias
Data : 11/06/2024

Um dos maiores desafios enfrentados por pessoas com deficiência, certamente, é lidar com os riscos e cuidados necessários para levar uma vida mais autônoma nas ruas das cidades. A agitação da vida moderna, o trânsito intenso e a falta de segurança muitas vezes dificultam esse processo. Pensando nisso, a Bahia Norte se juntou à Apae Salvador para promover uma ação da campanha Maio Amarelo, com orientações e dinâmicas para que as pessoas com deficiência (PCD) possam estar mais atentas e vivenciar as ruas de uma forma mais segura e tranquila. O evento acontecerá nessa terça-feira, dia 28 de maio, às 9h, na sede da Apae, na Pituba.

“A ideia é proporcionar atividades lúdicas, que simulem o dia a dia no trânsito, levando conhecimento e experiências que possam ajudá-los a lidar com esses desafios na rua”, explicou Greici Vidaletti, gestora de Responsabilidade Social da Monte Rodovias, administradora da Bahia Norte. Além das atividades educativas, a Bahia Norte irá proporcionar um momento de entretenimento e integração com crianças e adolescentes da Apae, através de oficinas artísticas e recreativas.

Projetos permanentes Não é apenas no período de maio que a Monte Rodovias promove ações de educação no trânsito. Recentemente, a companhia realizou uma blitz educativa com interações sobre segurança viária e a presença do “Agente Cidadão”, um personagem que ajuda as crianças a aprenderem se divertindo. A ação faz parte do plano de trabalho social da Bahia Norte nas comunidades do entorno das rodovias, com o objetivo de ampliar a conscientização de estudantes e famílias que residem próximos à BA-093, contribuindo para um trânsito mais seguro e responsável entre pedestres e motoristas.

Da mesma forma, a Apae Salvador realiza um trabalho contínuo visando uma maior autonomia das pessoas com deficiência intelectual e múltipla, através do Espaço de Convivência e Aprendizagem Socioambiental – E CASA. “A proposta compreende as práticas básicas da vida social, que determinam independência e diferentes estratégias como ferramenta para promoção da autonomia e do protagonismo”, explica o gestor de Comunicação da Apae Salvador, Tiago Abelardo. A Instituição proporciona uma ambiência educativa com o objetivo de favorecer a espontaneidade e a capacidade de interessar-se e envolver-se na aprendizagem, como mecanismos à inclusão social, contribuindo, assim, para a melhoria da qualidade de vida para a criança /adolescente e sua família.

OUTRAS NOTÍCIAS

Mortes têm queda de 55% nas rodovias do Sistema BA-093

O estudo apresenta um comparativo entre o primeiro semestre de 2023 e 2024